segunda-feira, 26 de abril de 2010

LÁGRIMAS


A arte literária é consequência da própria vida, viver é a arte do inexplicável, das dúvidas e da esperança.

Aparecido Donizetti Hernandez


LÁGRIMAS
Aparecido Donizetti Hernandez



A lua e sol parecem se encontrar no céu...
Tão próximos... Tão distantes,
Lembra o nosso amor... Que em lágrimas a distância transborda
Como os rios em época de tempestades,
Que arranstam os galhos e refazem as margens...
Devastam o que estava para refazer,
E que não estava; constroe e destrói...
Suas lágrimas me emudecem...
Calando meus lábios com seu olhar,
Suas lágrimas e meu calado olhar...
Emudece nossas vidas, construindo esperanças,
A esperança de que suas lágrimas não a conduzam à tristeza,
Mas conduzam ao mar e que retornem como as nuvens em chuva de esperança,
A esperança de renascer, renascer cada dia o nosso amor
E a esperança de nos ver,
Como as águas que evaporam indo aos céus,
E retornam como lágrimas para molhar a terra e correm ao encontro do mar.
Meus olhos correm ao encontro dos seus,
Com a esperança do reencontro de seu corpo em busca de nossas almas,
Recriando em gotas que sai de seu olhar, o meu rio, meu mar.


Marcas Poéticas - direito autoral de Aparecido Donizetti Hernandez

------------

Lilian Regina de Andrade


Postado no grupomahavidya
em 26 de abril de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário