sábado, 30 de julho de 2011

CORREDEIRA



CORREDEIRA
Aparecido Donizetti Hernandez




Nasce na Serra da Canastra...
Nas montanhas das Minas Gerais,
Longo caminho percorre
Ao encontro do mar,
Mas, ante suas águas,
Irrigam minhas rosas,
Pra levar pro meu amor
No entroncamento do mar.

MINHA ALMA CIGANA






MINHA ALMA CIGANA
Aparecido Donizetti Hernandez


Não juro mentiras,
O que importa é não ser vencido!
Em minhas veias corre o sangue dos mouros,
O sangue cigano, o sangue espanhol.
Esse sangue latino de muitas misturas
Dos que nunca são vencidos,
Dos que amam para serem amados!

CHOVE QUE CHOVE

CHUVA QUE CHOVE
Lairton Trovão de Andrade


Na chuva que chove,
Renascem emoções
Com versos noturnos,
Em lindas canções,
Cantando na lida,
Ressurgem anseios,
Curando feridas,
Em mil devaneios,
No trato à semente,
Na vida da gente,
Que cresce no ser,
Que esparge no ter,
Chuva que chove,
Que diz: Eu sonhei,
Que diz: Eu amei,
E vivo a esperar
Alguém para amar,
Que sinta comigo
A chuva que cai,
A chuva que chove,
Que chove esperanças,
Que chove conquistas,
Que chove saudades,
Que chove ilusões,
Que chove desejos,
Desejos de amar
Um amor sem igual,
Um amor imparcial,
Um amor eternal .
Chuva que chove...

****

AVIDEZ

Avidez
Delasnieve Daspet
.
Avidamente,
Teus lábios contam segredos,
Tuas mãos, famintas, abraçam...
Dois corpos, no mesmo prazer,
Eternizados.

DD_Campo Grande-MS, 14.01.11( da Série Cantares )

TERNA POESIA


TERNA POESIA
Elias Akhenaton


A terna poesia me encanta
Com sensibilidade e magia
Seus versos me acalantam
Numa contagiante sinfonia.

***

Lilian Andrade

quinta-feira, 28 de julho de 2011

HEI DE MORRER DE AMAR!

Hei de Morrer de Amar!
Luli Coutinho




Talvez esconda meus segredos
Assim fecho os olhos para dor
Quero em meus lamentos te supor
Nos meus avessos e torpor

Revelar em meu silêncio
Aqueles momentos de ilusão
Queimando o corpo de paixão
Em plena chuva de verão

Hei de morrer de amar!
Pois te amo além da saudade
Num desejo absoluto e verdade
Apascentar teu mar

Irreverente num sentir infinito
Deslumbrando decifrar o labirinto
Seguir a estrada, sorrir, vislumbrar
A chegada de um lugar bonito

Talvez sorrir de fazer chorar
Numa aventura e depois vibrar
Gritando ao mundo sem poder calar
Hei de morrer de amar!

FALTAS E DEMORAS

FALTAS E DEMORAS
(José Antonio Jacob)



Tu que andas nesta vida sem saber
Por que vives e sonhas, e ainda ignoras
Que a minha alma te segue pelas horas,
Feito a luz que acompanha o Amanhecer.
Não disfarces assim tuas auroras,
Pois que finjo de mesmo eu compreender
As razões dessas faltas e demoras
E do mal que isso está a me fazer...
Não vês que a dor que sinto é insanidade,
Qual doença que se instala e não desiste
De alastrar-se nas almas onde invade?
Pois que o amor que desejo, se ele existe,
Deve estar muito longe e muito triste
Ou deve ser então uma saudade...

segunda-feira, 25 de julho de 2011

NINGUÉ ESCAPA DE SUA SOBRA...

Ninguém Escapa de sua Sombra...
Delasnieve Daspet

Tantos anos passados
Deverias estar num canto obscuro
Entretanto revives em minhas saudades
Como se a memória me impusesse,
- tirânica e desapiedada -,
A tua lembrança.


Que motivos tenho eu
Para rememorar-te?
Por qual força ressurges em minha mente?


Débitos de infelicidade
Pagos na mesma moeda...
Nenhum de nós chegou ao fim
Dos resgates de erros distantes...
Ninguém escapa de sua sombra!

DD_CampoGrandeMS -21-09-08

sábado, 23 de julho de 2011

IMORTALIDADE




IMORTALIDADE
Aparecido Donizetti Hernandez
23 de julho de 2011.



Quanto tempo os homens procuram e procuram...
...Procuram viajar no tempo,
Tentam encontrar meios de rever o passado
E conhecer o futuro...

Quanto tempo os homens procuram...
... Procuram meios de viajar pelas galáxias,
Encontrar o começo para fazer o recomeço,
Encontrar vidas inteligentes,
Iguais ou mais avançadas que as da Terra.
Quanto tempo os homens procuram a eterna juventude, a imortalidade.

Quanto tempo os homens procuram...
...A imortalidade está na alma que viaja pelo tempo...
Nossas viagens estão nos sonhos que nos transportam para todos os tempos...
A inteligência está na sobrevivência e na manutenção de qualquer forma de vida...

Procuramos o que já temos: a imortalidade e a eterna juventude de nosso legado
Quando amparamos as crianças que protegemos e os idosos que afagamos,
A imortalidade está no que deixaremos eternamente como Poetas del Mundo
- Através dos poemas e escritos –

Nossa imortalidade estará no que construímos hoje
Pregando a Paz, a compreensão entre os Homens e a preservação do Planeta,
De forma firme conduzimos nossos sonhos
Nos levando juntos à novos sonhos...
Já somos imortais.

terça-feira, 12 de julho de 2011

POEMAS RUPESTRES



POEMAS RUPESTRES
Manoel de Barros


A de muito que na Corruptela onde a gente vivia
Não passava ninguém
Nem mascate muleiro
Nem anta batizada
Nem cachorro de bugre.
O dia demorava de uma lesma.
Até uma lacraia ondeante atravessava o dia
por primeiro do que o sol.
E essa lacraia ainda fazia uma estação de
recreio no circo das crianças
a fim de pular corda.
Lembrava a tartaruga de Creonte
que quando chegava na outra margem do rio
as águas já tinham até criado cabelo.
Por isso a gente pensava sempre que o dia
de hoje ainda era ontem.
A gente se acostumou de enxergar antigamentes.

***



Lilian Andrade

segunda-feira, 11 de julho de 2011

TRANSFORMAÇÃO





TRANSFORMAÇÃO
Aparecido Donizetti Hernandez


Épica época de sonhos... de transformação,
Misturando o amor pátrio com conceitos de transformações sociais...
Sonhos filosóficos considerados utópicos de igualdade entre os homens.
Percorreu mais de vinte e seis mil quilômetros em solo pátrio...
Levando consigo sonhadores...
- de sonhos iguais e sonhos díspares -
De um país livre e soberano,
Onde homens e mulheres tivessem as mesmas oportunidades.
Percorreu o solo pátrio,
Levando ao sagaz povo da terra o sonho e a esperança
De que seria possível construir a igualdade
E manter a soberania popular.
Negou-se a dirigir a "revolução" de 30,
Mantendo-se fiel aos seus sonhos
E aos sonhos de muitos... de ter o país para o povo brasileiro.
Deixou a América do Sul...
Rumou para a “União Soviética”
Para viver novas experiências e preservar a própria vida,
Retornou à nossa Pátria.
Sofreu reveses na vida pessoal
E pagou caro para manter-se firme em suas convicções políticas,
Manter seus sonhos...
Quiçá utópicos sonhos... nossos utópicos sonhos...

quinta-feira, 7 de julho de 2011

EM MIM...EM TI...



Em mim... Em ti...
Aparecido Donizetti Hernandez

 


Faz-me sofrer... sofrer por quê?...
Suas angústias... são as minhas angústias,
Suas viagens... são as minhas viagens,
Seus sonhos.... meus sonhos.

Faz-me sofrer...sofrer por quê?
Realizo-me em ti,
Tu, realizas em mim.
Quando faz-me sofrer, sofres também.
Sua alegria é a minha alegria,
Sua tristeza é a minha tristeza,
Não me fazes sofrer... para não sofreres também
.

domingo, 3 de julho de 2011

NA EXPLOSÃO DA TERRA








NA EXPLOSÃO DA TERRA
Aparecido Donizetti Hernandez
O amor, a paixão...
Não é somente inspiração...
Do brilho do luar,
Do chiado das cascatas,
Do uivar dos ventos,
E a suave brisa que levitam seus cabelos.

O amor, a paixão...
Que sinto por ti,
Transcende meu corpo,
Inspira-me a viver
Por te amar nas gélidas terras da Rússia,
Nas quentes lavas vulcânicas...
Te amo... nas geleiras e ... na explosão da Terra...