quinta-feira, 26 de julho de 2012

OBRIGADO SENHOR, MUITO OBRIGADO.

OBRIGADO SENHOR, MUITO OBRIGADO. 
–João Justiniano da Fonseca/BA– 
Google Imagens


Aqui estou Senhor, uma vez mais 
Numa simples palavra de obrigado. 
Tens tanto concedido ao meu agrado, 
Tanto enchido de bem os meus anais! 

Que peço nos noventa e dois? O arado 
Continuo a mover. E os cabedais 
Ainda crescem em lágrimas e ais, 
Em crônica, soneto ou arrazoado. 

Fica à vontade, Pai, Tu e São Pedro 
Para fechar o meu caixão de cedro 
E conduzir-me a ti e a tua glória. 

Pressa não tenho. Tudo em mim vai bem. 
Fica a vontade. É bom lembrar que os cem 
Seria, em boa forma, uma vitória!

Nenhum comentário:

Postar um comentário