quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

SANGRA O SANTO SUDÁRIO

SANGRA O SANTO SUDÁRIO
Dora Dimolitsas


a espada é o elo,
           esbarra nas distorções,
               fazem os abismos de Breton
                                 no caracol do rebento
não há lamentos
                       Microcefalia, cólera, massas profanas
                                           ( os impúberes-psíquicos )
         deixam expostos o brilho
                         dos olhos,
                                          nos ossos do crânio sagrado


FONTE: DORA DOMOLITSAS (Poesias Avulsas







DORA DIMOLITSAS (POETAS DEL MUNDO)

Nascida no Acre em Sena Madureira, criada em colégio de freiras.
Trabalhou e se preparou profissionalmente no 5º Batalhão de Engenharia e Construção em Porto Velho, Rondônia.
Atuando na área de Saúde, estando presente na construção da cidade de Vilhena ,indo para São Paulo em 69, prestando concurso para o governo federal ( hoje aposentada.)
Prestando serviço no Hospital Brigadeiro, em São Paulo, Laboratorista com vários cursos de especialização em hematologia ,bioquímica, hemoterapia, citologia e citoquimica, bacteriologia.
Também com curso de puericultura e educação sanitária, participou de varias atividades nacionais de vacinas contra a poliomielite,  membro da CIPA, com estagio em Analises Clinicas na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras  de São Paulo. Trabalhou também no Hospital Ipiranga no período de epidemia de meningite, atuando ativamente na elaboração de exames para definição da meningite.
Tem diversos cursos de Poesia e Teatro cursados na Casa das Rosas, Espaço Haroldo de Campos.
Escritora,poetisa,atriz,escritora,produtora Cultural, e Jornalista.
Representante dos Projetos Culturais: Poemas a Flor da Pele, Proyecto Cultural /Sur/Paulista, com eventos dentro dos hospitais públicos, para pacientes, funcionários, e crianças  leucêmicas, e hemofílicas.
Cônsul de Poetas Delmundo.
Colunista do Jornal o Rebate e o São José
Produtora de eventos no Centro Cultural de São Paulo e na Biblioteca Alceu Amoroso Lima pela Prefeitura.
É poeta Prata da Casa das Rosas
Membro da
Academia de Letras da Mantigueira
Academia de Letras Itapirense de Letras e Artes
Academia de Cabo Frio,
Academia de Arte de Cabo Frio-ArtPop 
Academia Cabista de Letras, Artes  ,
Academia de Letras de Niteroiense de Belas Artes, Letras e Ciencias,
Membro da Literarte com o  Premio Literarte de Cultura de 2012
Guardiã do Cinquecentenário:
Premio da Academia Brasileira de Honrarias ao Merito
varias medalhas e Premios do Proyecto Cultural Sur
varios Premios da Companhia de Teatro Loucos do Taró, e CICESP
Autora das peças: Dama de Vermelho Por intenção, e Cortejo de Baco, além do Roteiro do filme: Os Druidas e o Segredo da Pedra da Luz (em parceria)
Auitora  de dois livros Solos
- Coruja Mitologica
– Poesias e Fractais.
Mais 120 antologias, Entre elas: 
- Destaques na Poesia em 2011
– de Raimundo Nonato, Delicatta,
– Poemas A Flor Da Pele,Varias Cronicas,
– Mais 20 Plaquetes

Nenhum comentário:

Postar um comentário