domingo, 9 de setembro de 2012

AVAREZA


Avareza
Neusa Bridon dos Santos Garcia
Gaspar / SC





Google Imagens

BANDEIRA, BANDEIRA minha
Como te sentes?
Estás chorando como eu?
Vê se te recordas... quando menina aprendi
Que teu verde... era o das matas
O teu azul? Era o céu que inspirava amor, doação,coração...
Sinto, como tu, que a AVAREZA instalou aqui sua morada.
O QUE NOS RESTA FAZER?
Pobre de ti, cidadão! Devo te chamar assim... cidadão?
Agora tudo é tão “ normal”... o que era meu... agora é teu.
Pobre de ti, cidadão!
Lembro quando a PALAVRA era LEI !
O QUE NOS RESTA FAZER?
Meu coração de menina–adolescente – e adulta, ao ouvir o HINO NACIONAL
batia emocionado, forte e até descompassado batia!
Pobre de ti cidadão... esqueceste que nasceste em berço esplêndido?
Agora só enxergas o TER... o TER adquirido por meios, na sua grande maioria, ilícitos.
Minha terra, meus rios, minhas florestas e teu próximo ONDE ANDAM?
O QUE NOS RESTA FAZER?
Pobre de ti, cidadão! Olhas só para frente e vês no espelho somente tu e tu...
Brilhas como o mais puro cristal. Somente a procura do TER!!!
O SER?
Escondido ficou... lá ficou escondido o cidadão brasileiro honesto, honrado, trabalhador....
COISA DO PASSADO !!!
POBRE BANDEIRA que tanto amo, para mim continuas verde e amarela...
mas o que vejo HOJE?
Tuas estrelas caem como lágrimas molhando teu lindo solo que morre aos poucos...
Pobre de ti, cidadão!
Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário