quarta-feira, 26 de maio de 2010

FASCÍNIO


FASCÍNIO
Aparecido Donizetti Hernandez



Qual o fascínio que me desperta!?
Qual o fascínio deste concreto subindo aos céus tapando a terra?
Que fascínio me desperta essa arquitetura de curvas e retas?
- Que me desperta e me aperta...



Qual o fascínio que os homens veem no concreto?
Tornando o mundo abstrato saindo das entranhas da terra
Tentam chegar aos céus, ofuscando estrelas,



Onde não há mais matas e sumiu a serra.



Qual o fascínio que o amor nos desperta!?
Concreto no nosso abstrato...
Nesta noite fria em que me acalento em seus braços
Sem cantos... sem serra,
Junto ao "concreto" amor que nos dilacera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário