sábado, 12 de junho de 2010

ALMA CIGANA


Alma Cigana
Jorge Humberto



Os teus lábios,
São calados,
O grito,
Está presente:
E és todo o mundo,
Toda a gente,
Quando danças,
Teus antepassados...
Ah, mas aqui,
O que emana,
Não é vontade de fogo,
Na sujeição do lenho...
É mais uma intenção,
Sangue,
Carne e devoção,
De mostrar na pele
O sonho,
Da tua Alma Cigana



Nenhum comentário:

Postar um comentário