domingo, 20 de junho de 2010

AYRTON SENNA

AYRTON SENNA
Eron Freitas




Quando Ayrton Senna, sem aviso prévio, foi pro céu,
nuvens negras cobriram de tristeza nossas matas!
A passarada que era alegre...chorando emudeceu,
As estrelas não piscaram...e o mundo escureceu,
pois o herói tombou sem canto...e sem sonatas!

A nação, inconsolada, chorou copiosamente,
pelo inesperado e comovente acontecimento!
O destino não nos cabe julgar, nem dele ter ódio,
foi instrumento para levá-lo ao celestial pódio,
recebendo de Deus seu prêmio por merecimento!

Morreu o nosso herói no auge de sua carreira,
povoando de muita saudade nossos corações...
Vamos rezar pedindo a Deus para que noutras pistas,
seja ele capaz de nos brindar com outras conquistas,
e até na imortalidade seja o melhor dos campeões!



Lilian Regina de Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário