domingo, 21 de agosto de 2011

CHEIRO DO PASSADO

Cheiro do Passado
Delasnieve Daspet


Quanto resta da estação das rosas?
Já não acompanho o tempo.
O frio da saudade me toma.

Faz tempo, é verdade!
As pedras já se cobrem de musgos,
Eu caminho
Em busca da rosa rubra!

E o cheiro do passado
( Tomilho, manjericão, lavanda, rosas )
Que torna e toma conta,
E me fazem sonhar todos os sonhos....
Absurdos sonhos, as escondidas!

No olhar que sorri para mim
Revejo nossas tristezas,
Nossas pequenas alegrias,
E no baixar da cortina,
O grande silêncio da eternidade!
Campo Grande MS











Nenhum comentário:

Postar um comentário