quinta-feira, 18 de agosto de 2011

ROSA VERMELHA

ROSA VERMELHA
Ary Franco

Acordo com o sol sorrindo para mim.
Palavras em meu peito querem falar.
Vou à varanda, vejo meu jardim.
Uma rosa brotou, parece me olhar.


É linda, esplendor da natureza.
Pena seres efêmera, fico a pensar.
Vermelha, pujante, cheia de pureza
Mas logo em breve irás definhar.


Desço ao jardim, para ela caminho.
Sinto seu olor me impregnar.
Afago suas pétalas com carinho.
Poucos dias tenho para te apreciar.


Quando deveras te fores.
Apenas os espinhos vão ficar,
Mas hão de vir novas flores
E no mesmo galho brotar!



Maxinira Carlota

Nenhum comentário:

Postar um comentário