terça-feira, 16 de agosto de 2011

TEMPO PERDIDO

TEMPO PERDIDO
Carlos Lúcio Gontijo

Andei adiando festas
Cancelando encontros
Espreitando frestas
Assistindo à vida
Cerrando braços
Prevendo feridas
Amarrando passos
Temendo desenganos
Desfazendo laços
Guardando panos
Não semeei na chuva
Nem colhi no sol
Perdeu o brilho a velha louça
E encontrei nas dobras do lençol
Os seios da moça que cismei guardar
Pra gozar no tempo que não viria.





Nenhum comentário:

Postar um comentário