terça-feira, 27 de julho de 2010

LIBERDADE DE PARTIR

Liberdade de partir.

Delasnieve Daspet



Eu podia gritar,
Podia mentir,
Podia dizer a verdade
sem necessidade de camuflar o sentir.

Mas... para que?
Nada do que faça irá mudar a situação.
Quanto mais solta as rédeas
Mais pesado é o grilhão.

E cansada vago pela terra,
Pelos céus, pelos mares,
Pelos montes e pelos vales
Procuro a dor dourada que consome.

E na suave descida
Do cinza pálido do alvorecer,
Buscando o sonho aprendo,
Que o segredo de amar
Está muito além do horizonte,
É a liberdade de partir ou de perder.
DD_12-11-03 - 10,30 hs -Campo Grande MS

Nenhum comentário:

Postar um comentário